Como me descobri demissexual


A categoria de hoje para o United Week é Aleatória, ou seja, podemos falar sobre o que quisermos. E eu trouxe aqui algo que possa causar estranheza para muita gente no início.

Você não sabe o que é uma pessoa demisexual? Bem, eu também só fui descobrir esse ano. Se você leu o meu post sobre 10 fatos sobre mim percebeu que eu só me relaciono com alguém se eu desenvolver um vínculo afetivo. E é justamente essa posição que caracteriza uma pessoa demissexual! Atrelado a essa sexualidade aparecem outras características e eu vou pontuar aqui sobre elas:

1. Preciso me sentir envolvida com a pessoa para poder me relacionar com ela

Essa necessidade exige um conhecimento do parceiro e não atrações à primeira vista. Só depois de um tempo de conversa, convívio, interação, é que o sentimento é despertado e passo a amar a pessoa. Sim, amar, se apaixonar.

Enquanto muitas garotas se sentiam interessadas em um cara pelo seu abdômen fenomenal eu sentia um mal estar do quanto tudo isso parecia artificial pra mim. Eu lembro que o cara mais bonito que gostou de mim tirou a camisa na minha frente para me chamar atenção e ele estranhou por que eu não pareci empolgada. Eu me sentiria muito mais envolvida numa conversa ou numa saída onde eu pudesse fazer parte do dia-a-dia dele, e o estabelecimento desse vínculo emocional me despertaria um desejo por ele.

2. Não "fico" e não sou adepta do sexo casual

Por eu ter a necessidade de um vínculo afetivo com a pessoa eu nunca gostei de quando na escola alguns garotos insistiam em ficar comigo. "Por que eu te beijaria se eu nem sei que você é?". "Por que eu beijaria alguém que eu não amo?" "Que prazer tem em beijar alguém que eu não conheço?". 

A situação piora quando se fala de sexo casual. É algo impensável pra mim me envolver sexualmente com alguém que não conheço ou que simplesmente me convidou para isso numa primeira conversa. Eu preciso me sentir amada e a pessoa tem que me passar muita confiança para que eu possa me entregar na relação. Do contrário, seria mecânico e pouco estimulante e não tenho psicológico pro sexo casual.

Tanto que para muitas pessoas pode parecer natural se relacionar intimamente com uma pessoa e se afastar da vida dela como se ela fosse um objeto ou simplesmente nada, mas isso pra mim causaria um trauma imenso. Não que o objetivo do sexo casual seja tratar as pessoas como objeto, o que não acontece quando ambos os envolvidos tem o objetivo de curtir o sexo sem compromisso, mas enfim, uma pessoa demissexual não faria "sexo casual" sem antes o parceiro passar uma confiança ou fazê-lo imaginar que possa evoluir para algo sério depois.

E como eu falei no post dos fatos sobre mim, não é que eu seja adepta do "Eu Escolhi Esperar", longe disso, até porque sexualidade você simplesmente nasce com ela e não "escolhe". Ou que também nunca fique com ninguém, mas sim que preciso de um vínculo antes, de uma segurança emocional, o que não significa que precisa ser um namoro ou um casamento de imediato, embora os demissexuais sempre vão preferir uma relação que aos poucos venha a se tornar séria, já que as relações efêmeras de hoje em dia e que pouco envolvem amor não nos desperta interesse.

3. Sou extremamente fiel

Por toda a necessidade do vínculo afetivo os demissexuais costumam se envolver seriamente em relações. É natural pra gente pensar que em uma relação é preciso desenvolver um amor sólido, logo traição é algo que não passa na nossa mente porque o vínculo e respeito pelo nosso parceiro é tanto que não cogitamos nos relacionar com outras pessoas enquanto estamos comprometidos. 

4. Não me sinto interessada em pornografia

É aquela questão de não se sentir excitado por uma pessoa com a qual não há um vínculo afetivo e como a maioria dos vídeos pornôs é muito artificial não nos desperta tanto interesse assim. O que também não quer dizer que demissexuais sejam puritanos ou não consomem pornografia, mas sim a pornografia feita de uma forma que lhes agrade! Por exemplo: um vídeo de um casal naturalmente se amando ao chegar em casa pode parecer muito mais atraente do que um vídeo de orgias ou de masturbação.

5. Me relacionei com poucas pessoas

Ainda na questão do vínculo afetivo, os demissexuais costumam escolher bem as pessoas com quem se envolvem, já que devem existir uma relação sólida e recíproca e um sentimento forte para isso, fazendo com que se relacionem poucas vezes e se envolvam em relações mais tardiamente em comparação com pessoas namoradeiras, por exemplo.

Um ponto negativo em ser demissexual, que eu vou falar por mim, é a tendência à defraudação emocional. Eu percebi que na tentativa de me sentir envolvida emocionalmente com certos caras eu os idealizei e preferi ignorar certas atitudes que não me agravam e acreditar ou imaginar que eles eram alguém que existia nas minhas expectativas.

Deu pra entender direitinho o que é ser demissexual? Se identifica? Conhece alguém assim?

Eu sabia que de certa forma eu era diferente das pessoas por não me encaixar nas relações de "hoje em dia", mas também nunca me senti uma moça "certa" e "pura" como o estereótipo que algumas pessoas botaram em mim e que me deixa bem irritada! Se eu me sentisse à vontade para ficar com vários caras eu faria sem o menor problema. Não o faço porque sou "certinha", mas simplesmente porque isso não é algo que me interessa.

Nenhuma sexualidade corresponde verdadeiramente ao preconceito e à ignorância que muitas pessoas transmitem. Até porque cada pessoa tem a sua sexualidade, não custa nada conhecer e respeitar, não é mesmo? <3


comentário(s) pelo facebook:

8 comentários

  1. Interessante, não conhecia sobre o assunto. Não me causa estranheza, é totalmente normal alguém querer se relacionar com alguém apenas quando sente um vínculo pela pessoa. Também nunca gostei desse negócio de ficar por ficar, todos meninos que me relacionei foi por estar gostando mesmo e querer algo sério.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É porque muitas pessoas não se importam a esse vínculo e acham estranho quando alguém diz que não gosta de ficar por ficar. Mas cada um com seu jeito de ser!
      Eu mesma sou apaixonada por gostar de alguém e sempre embarco sério numa relação. :)

      Excluir
  2. Interessante esse tema, me encaixei em todos os tópicos e descobri que sou demissexual. Eu não sabia desse tipo de sexualidade, acabei agora me conhecendo melhor *-*
    Beijos, ótimo post <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal né? Eu já conhecia minha sexualidade, mas não sabia que ela se enquadrava em uma categoria. Foi muito bom poder falar sobre ela aqui ;)
      Obrigada pelo elogio :*

      Excluir
  3. Eu não conhecia essa definição mas eu sou sapiosexual, que também já escrevi lá no blog. :D
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Também acho essa sexualidade muito interessante, vou adorar ler seu post!

      Excluir
  4. Deixarei esse post nos meus favoritos por que explica certinho o que é Demisexualidade.
    É uma coisa tão complicada de se discutir né? E é uma coisa que envolve tantos fatores. Só depois que li um post como esse na internet que eu descobri que era Demi e minha vida fez sentido.
    Eu nunca compreendi como as coisas funcionavam ao meu redor, sempre achei tão superficial os relacionamentos das pessoas que eram aquelas ficadas e sexo casual.
    Eu fico brincando assim "me pergunta o significado da minha vida, mas não me pede pra ficar". Acho que encaixa bem na situação

    www.sakurys.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Issoooooooo! Gostei da frase hahaha. Também fazia essas observações. Foi muito interessante saber que tinham explicações para isso e de repente, tudo faz sentido pra nós! Seria interessante que as outras pessoas pudessem compreender isso também :)

      Excluir